"Popina - Iguarias saudáveis" de Isadora Popovic

quarta-feira, outubro 31, 2012


"Receitas saudáveis com um toque brincalhão" é sem dúvida uma boa definição deste livro.







A Autora, Isadora Popovic, de origem Sérvia, fundou a Popina em 1999 depois de concluir o curso de artes na Universidade de Goldsmith, em Londres, com um projecto artístico sobre comida. A paixão pela comida era tão forte que logo que surgiu a oportunidade de um espaço no mercado de Portobello, em Notting Hill, e com a ajuda financeira do fundo "The Prince's Trust" criou o negócio da Popina. O nome significa "restaurante" em latim e sugere um sítio acolhedor para comer. No verdadeiro estilo Londrino, as receitas da Popina reflectiram sempre uma mistura de influências culturais e inspiração culinária.

No início, fazia bolachas em casa e levava-as para o movimentado mercado para as vender. O sucesso foi imediato. Ao longo de 10 anos, as receitas da Popina ganharam muitos prémios culinários prestigiantes e foram apreciados por amantes da culinária dentro e fora do Reino Unido.

Assim a autora define a Popina: " é simplesmente imaginação, sazonalidade e simples amor por confeccionar grandes pratos. A minha inspiração nasce do respeito pela natureza e pela constante necessidade de criar, aprender e de ser desafiado".

A Popina confecciona bolos, pastelaria e tartes biológicas, bem como pastelaria salgada, biológica e caseira, utilizando os temperos mais refinados da época.

O Livro que aqui apresentamos dá-nos a oportunidade única de aprender a confeccionar as mais apreciadas iguarias da Popina em nossa casa.

Está dividido em 5 capítulos:
  • bolachas, biscotti & petiscos
  • tartes doces
  • bolos & queques
  • aperitivos & petiscos
  • tartes salgadas

No capítulo das bolachas e biscoitos as opções são variadas, indo desde os biscoitos de figos, damasco e nozes que se apresentam crocantes até aos biscoitos de polenta, cereja e nozes, que se desfazem na boca, e passando pelos biscoitos de gengibre e caramelo picante, de gosto mais forte.

As tartes doces são preparadas a partir de 3 massas de base, que podem ser usadas individualmente ou em conjunto. Os recheios podem ser os mais diversos e encorajam a experimentar frutas de época como a ameixa na tarte de maçã e ameixa , o figo ou as uvas. O chocolate pode ser combinado com a castanha ou a pêra, resultando em tartes cremosas e refinadas.

Quem resiste a um bolo para acompanhar um chá, especialmente em dias mais frios? Aqui as propostas são variadas: um bolo de cenoura leve e húmido, um bolo de limão com cobertura de chocolate branco ou um strudell de abóbora e canela. 

Para os apaixonados por chocolate, os brownies de trufa de chocolate, feito com chocolate negro e apresentando uma textura semelhante à das trufas, parece irresistível.

Quando passamos para as propostas salgadas, muitas ideias são apresentadas, desde petiscos de stilton e aipo a tiras estaladiças de espinafre e malagueta, ou ainda bolachas de cheddar e cebolinho. E porque não queques de espinafres, alho e noz-moscada, ou queques de feta e tomate? Para além de serem muito fáceis de fazer, conservam-se no frio durante 2 ou 3 dias.


Confeccionar tartes salgadas é uma excelente forma de aproveitar produtos frescos da época. Mais uma vez apresentando 3 massas de base distintas ( 2 massas amanteigadas, mais apropriadas para o Inverno, e 1 massa de pizza ideal para o Verão) as sugestões de recheio  e de formato são variadas, podendo ser servidas como entrada, acompanhamento ou mesmo uma refeição ligeira.


Tarte de parmesão e abóbora para o Inverno,  tarte de queijo de cabra, tomate e manjericão ,  tarteletes de pimento, queijo pecorino e tomilho ou tarte de curgetes e funcho para o Verão são sem dúvida propostas tentadoras deste livro de estilo artesanal e que logo de imediato nos encanta.

Resta-nos colocar mãos à obra e experimentar estas receitas e quem sabe numa próxima viagem a Londres provar in loco algumas destas iguarias!


You Might Also Like

0 comentários

Google+ Followers

Following on Google

ABOUT AUTHOR

Subscribe